IncaVoluntario - Ações Voluntárias do Instituto Nacional do Câncer - INCA
Search
Close this search box.

Notícias

Volta às aulas no INCAvoluntário

Janeiro não apenas marca o retorno à rotina escolar após as festividades de fim de ano, mas também traz consigo uma série de despesas, incluindo a compra de material escolar. Em meio a esse cenário desafiador, o INCAvoluntário estabeleceu uma tradição significativa: a doação anual de kits escolares. Esses kits são distribuídos aos pequenos pacientes em tratamento no INCA, mantendo essa tradição por incríveis 11 anos. Cada mochila, cuidadosamente preparada, é direcionada a diferentes faixas etárias, proporcionando aos estudantes os materiais essenciais para seu desenvolvimento acadêmico.

Voluntárias da Central de Atendimento ao Paciente, entregando o material ao paciente.

Marcele, mãe da paciente Mariana, foi uma das beneficiadas pelo kit escolar, e contou um pouco sobre sua experiência acompanhando o tratamento da filha de 11 anos. ”Minha filha recebeu o diagnostico de leucemia, mas ela está se recuperando, graças a Deus. E nós duas ficamos muito muito felizes com esse material, esse é o primeiro ano da Mariana voltando para a escola, e esse kit vai nos ajudar muito, tenho certeza!”, contou Marcele.

Ao todo foram montados 340 kits escolares para atender pacientes pediátricos ambulatoriais, ou seja, aqueles pacientes que podem sair do hospital e continuam indo presencialmente para escola.

”Tem caderno, tem mochila e tem lápis de cor. É um kit bem completo! É um incentivo para que as crianças possam voltar a estudar, porque a gente sabe que tem muitas que param os estudos por conta do longo tratamento e é importante esse incentivo para elas, e para os pais também. Sabemos que o material escolar é um peso no orçamento”, explicou Fernanda Vieira, Gerente Geral do INCAvoluntário.

Além da distribuição dos kits escolares que começou no dia 22 de janeiro, o INCAvolutário também recebeu a visita da TV Brasil, que realizou uma reportagem sobre a entrega do material e a importância da inclusão dessas crianças nos espaços acadêmicos. Confira a reportagem completa.

Uma escola dentro do hospital

No entanto, a jornada dessas crianças vai além da sala de aula tradicional. Durante o tratamento oncológico, enfrentam uma série de desafios que afetam profundamente suas vidas fora do ambiente hospitalar. Uma das dificuldades mais impactantes é a interrupção das atividades acadêmicas devido a longos períodos de internação. Em resposta a essa necessidade, o INCA, em colaboração com o governo do estado do Rio de Janeiro, implementou a Classe Hospitalar.

A Classe Hospitalar é um programa inovador que atua como um suporte vital aos pacientes infantis durante o período de internação, minimizando os impactos negativos da pausa na frequência escolar. O programa conta com o apoio de duas dedicadas professoras do estado: Juliana Serpa, que está na Classe Hospitalar há 2 anos, e Izabel de Oliveira, que completa 22 anos de atuação no INCA.

O programa visa garantir a continuidade da educação dessas crianças. Elas desempenham um papel ativo no processo de inclusão acadêmica, proporcionando uma valiosa conexão com o mundo exterior e estimulando o desenvolvimento educacional dos pacientes.

Izabel, professora da Classe Hospitalar.

”Às vezes, a primeira referência de escola e professor para as crianças pequenas, é aqui! Porque ainda não foram matriculados, começaram o tratamento antes de estudar, ou, às vezes, estão matriculados e descobrem a doença e tem que parar o estudo. A Classe Hospitalar é muito importante para que eles deem continuidade aos estudos, e para que eles possam ter esse sentido de vida, perspectiva para fora das paredes do hospital”, comentou Izabel, professora da Classe Hospitalar do INCA.

Além disso, é importante destacar que o auxílio financeiro proporcionado por iniciativas como a doação anual de kits escolares não apenas alivia a pressão financeira sobre as famílias, mas também contribui para a manutenção do acesso à educação. Essa ajuda vai além dos materiais escolares, alcançando um impacto mais amplo na vida dessas crianças, que enfrentam desafios extraordinários.

O programa atende pacientes desde o maternal até o nono ano do ensino fundamental, levando as crianças capacitadas para a sala de aula, buscando reintegrá-las, um pouco, ao ambiente escolar novamente. Aos que não podem se locomover, a aula é levada até seu leito. O maior desafio enfrentado, de acordo com as professoras responsáveis, são os efeitos do próprio tratamento, como a sonolência (devida aos fortes remédios). A solução adotada pelas profissionais é respeitar os limites de cada criança, incentivá-las a continuar a tarefa quando estiverem mais dispostas e buscar diferentes formas lúdicas de ensiná-los.

”Escola representa futuro, esperança. A criança, quando participa das aulas, percebe-se inserida no contexto de uma realidade, ainda que adaptada, do mundo fora do hospital e isso dá a ela uma aceitação melhor do tratamento. Ela se sente mais segura, apresenta melhora no humor, muitas perguntam pela aula assim que acordam”, compartilhou a professora Juliana, ao ser questionada sobre qual impacto ela sentia que as aulas causam aos pacientes.

Dessa forma, a parceria entre o ação da entrega de material escolar do INCAvoluntário e o programa oferecido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, não apenas fornecem o material essencial mas também promovem a continuidade educacional e a inclusão durante o tratamento oncológico. Com isso, juntos estamos construindo pontes de esperança e oportunidade para as crianças que enfrentam a batalha contra o câncer.

Descubra diferentes maneiras de apoiar o INCAvoluntário

A Área de Ações Voluntárias do INCA realiza diferentes ações que buscam contribuir para amenizar o processo do tratamento do paciente oncológico.

Por tanto, você pode contribuir de diferentes formas:

Faça a diferença na vida dos pacientes do INCA. Ajude o INCAvoluntário a continuar promovendo o bem estar dos pacientes com câncer e seus familiares.

  • Categorias

  • Notícias recentes

  • Arquivos