contato@incavoluntario.org.br
DOAR


Dá para prevenir o câncer?

Publicado em 8 de julho de 2022, às 10:36

INCA faz alerta sobre ações de prevenção de câncer e convoca a sociedade

O câncer não tem uma causa única. Fatores ambientais e comportamentais aumentam o risco de desenvolvimento da doença.

O consumo de álcool, o excesso de peso corporal, o consumo de carne processada e a inatividade física aumentam o risco de câncer e há, pelo menos, 12 tipos de câncer que estão associados a estes fatores e essa relação precisa se tornar conhecida.

Recentemente, pesquisas internacionais e nacionais, que incluíram a população brasileira, apontam um baixíssimo reconhecimento dos fatores de risco para o câncer na sociedade. Ou seja, a maioria das pessoas não sabe que é possível prevenir o câncer.

Veja qual é percepção das pessoas sobre prevenção de câncer no Brasil

  • 69,5% não reconhecem o excesso de peso corporal como um fator de risco para câncer
  • 68,0% não reconhecem a carne processada como um fator de risco para câncer
  • 59,1% não reconhecem a bebida alcoólica como um fator de risco para câncer
  • 70,4% não reconhecem atividade física insuficiente como um fator de risco para câncer

Ações de prevenção

Para a prevenção do câncer, o INCA recomenda que, ao longo da vida, a população mantenha o peso corporal dentro dos limites recomendados de índice de massa corporal (IMC) (Clique aqui e saiba como calcular seu peso ideal). O limite saudável para adultos é o IMC de 18,5 a 24,9 kg/m².

Além disso, evitar o consumo de qualquer tipo e quantidade de bebida alcoólica, pois não há limite seguro de ingestão. Comparando os dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013 e 2019, é possível observar que a prevalência de consumo de bebida alcoólica (qualquer quantidade), em adultos com idade acima de 20 anos, aumentou de 50% para 96% em homens, e de 23% para 97% em mulheres.

Contudo evitar o consumo de carnes processadas, tais como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela e peito de peru defumado, pois não há limite seguro de ingestão, também contribuem na prevenção.

E por fim, ser fisicamente ativo como parte da rotina diária, limitando os hábitos sedentários, como passar muito tempo assistindo televisão e usando o celular ou o computador.

Portanto, o INCA convoca profissionais da saúde e a população a se unirem a esta campanha. Mudar alguns hábitos já é cuidar e prevenir. Começar pode não ser fácil, mas qualquer mudança já traz benefícios!

Se você for um profissional de saúde, incentive e apoie mudanças de hábitos. Cada contato é uma oportunidade para informar e prevenir.

Formas de ajudar os pacientes do INCA

A missão do INCAvoluntário é contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes do INCA e seus acompanhantes, promovendo e apoiando atividades de inclusão social e o resgate da cidadania.

No entanto, a maioria das pessoas que chega ao INCA está fragilizada por causa da doença e pode ficar com a autoestima baixa ao longo do tratamento. Além de oferecerem apoio, por meio da escuta, os voluntários estão sempre atentos às necessidades dos pacientes. 

Faça parte das iniciativas do INCAvoluntário e contribua com os projetos desenvolvidos em prol do pacientes do INCA. Clique aqui e veja como apoiar.



Gostou? Compartilhe com seus amigos:



Deixe seu comentário abaixo:

Nenhum número escolhido ainda